Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.10/1137
Título: Estoma de protecção na ressecção anterior do recto: avaliação de eficácia e qualidade de vida
Autor: Gomes, A
Sousa, M
Rocha, R
Justino, M
Pignatelli, N
Nunes, V
Palavras-chave: Cirurgia colorrectal
Estomas cirúrgicos
Qualidade de vida
Data: 2013
Editora: Sociedade Portuguesa de Cirurgia
Citação: CONGRESSO NACIONAL DA SOCIEDADE PORTUGUESA DE CIRURGIA, 33, Lisboa, 3 a 5 de Março de 2013
Resumo: INTRODUÇÃO: As complicações da anastomose associam-se a uma significativa morbimortalidade na cirurgia colorectal. Os estomas de protecção(EP) são utilizados para as prevenir, mas podem representar uma diminuição importante na qualidade de vida(QoL). OBJECTIVOS Avaliar a eficácia dos EP na redução da incidência de complicações da anastomose nos doentes submetidos a ressecção anterior do recto(RAR) médio ou baixo; comparar a QoL dos doentes com ileostomia vs colostomia de protecção. METODOLOGIA Estudo longitudinal de coortes, com colheita retrospectiva de dados. Foram incluídos os doentes submetidos a RAR electiva por ADC do recto médio ou baixo, entre Jan 2007 e Dez 2011, no Hospital Fernando Fonseca. Foi comparada a incidência de complicações da anastomose entre os doentes com e sem EP. Foi comparada a QoL entre os doentes com ileostomia e com colostomia de protecção, medida com o CHNMC-QoL Questionnaire for Patients with an Ostomy. RESULTADOS Foram incluídos 110 doentes com idade média 64.5±14.2 anos, 70 do sexo masculino, P-POSSUM médio PS15+OP17. A incidência de complicações da anastomose foi de 8,2%, proporcionalmente superior nos doentes sem EP, sem significância estatística (χ2=1.03;df=1;p>0.3); e superior nos doentes que realizaram neoadjuvância (χ2=4,24;df=1;p<0,05). A distribuição do P-POSSUM não foi estatisticamente diferente. Foram realizadas 44 colostomias e 22 ileostomias de protecção. Não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas na avaliação da QoL entre os grupos. CONCLUSÕES: Os EP podem ser úteis na prevenção da complicação da anastomose, em particular nos doentes submetidos a neadjuvância. A QoL associada ao EP é independente do tipo de estoma.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.10/1137
Aparece nas colecções:CIR - Comunicações e Conferências

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Estomas Protecção CO SPCIR 2013.pdf408,74 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.