Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.10/1275
Título: Princípios e resultados da utilização do levosimendan no doente crítico
Autor: Manuel, JF
Palavras-chave: Insuficiência cardíaca
Cardiotónicos
Levosimendan
Cuidados intensivos
Data: 2013
Editora: Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca, E.P.E.
Resumo: As linhas de orientação terapêutica na insuficiência cardíaca foram em primeiro lugar desenvolvidas para os doentes com doença crónica, sintomáticos mas estáveis, e com documentação de compromisso da função ventricular esquerda. Estas recomendações baseiam-se sobretudo nos dados fornecidos por ensaios de larga escala, que comprovam o benefício da intervenção sobre o sistema neurohumoral, com recurso a inibidores da enzima da conversão da angiotensina ou a β-bloqueantes. Só mais recentemente é que a insuficiência cardíaca (IC) aguda tem sido alvo de atenção, dado que representa uma das mais importantes causa de hospitalização. A maior parte destes casos, refere-se a situações de IC crónica já conhecida, com episódio agudo de descompensação. O quadro clínico caracteriza-se principalmente por dispneia aguda, congestão pulmonar, baixo débito cardíaco com vasoconstrição periférica e hipoperfusão renal. As primeiras linhas de orientação para a IC aguda foram publicadas pela Sociedade Europeia de Cardiologia (SEC) em 2005. A primeira linha terapêutica consiste na administração endovenosa de diuréticos e agentes vasodilatadores, com o objectivo de proporcionar um alívio rápido da dispneia e da congestão pulmonar. Em casos de baixo débito cardíaco e oligúria, o suporte inotrópico tem representado uma segunda linha; a sua utilização é, no entanto, controversa dado promoverem a ocorrência de disritmias e aumentarem as necessidade energéticas do miocárdico, induzindo isquémia. Uma nova classe farmacológica, os sensibilizadores ao cálcio, representa uma outra opção terapêutica, dado aumentarem a contractilidade miocárdica sem aumentarem o consumo energético, e promoverem a vasodilatação periférica e coronária. O levosimendan (SIMDAX ® - Orion Corportation) é um sensibilizador ao cálcio com propriedades inotrópicas, desenvolvido para ser administrado por via endovenosa em doentes internados por IC aguda descompensada. Induz aumento da contractilidade cardíaca por sensibilização da troponina C ao cálcio; provoca vasodilatação através da abertura dos canais de potássio nas células musculares lisas do leito vascular; provoca abertura dos canais de potássio mitocondriais, com efeitos anti-apoptóticos e cardioprotectores. Os seus efeitos foram já estudados em cerca de 3500 doentes, a maioria dos quais com IC crónica com descompensação aguda. A sua utilização associa-se a melhoria do perfil hemodinâmico e da evolução clínica, mas apresenta um efeito prognóstico ainda inconclusivo.
Descrição: Trabalho realizado no contexto do estágio de Cuidados Intensivos do Internato Médico Complementar
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.10/1275
Aparece nas colecções:UCI - Outros documentos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Frederico Manuel- Levosimendan.pdf598,53 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.