Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.10/478
Título: Profilaxia com antiretrovirais nos acidentes de exposição a fluidos orgânicos no Serviço de Urgência do Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca EPE
Autor: Elias, C
Castro, J
Teixeira, S
Almeida, P
Palavras-chave: Infecção por HIV
Acidentes de trabalho
Profilaxia pos-exposição
Antiretrovirais
Data: 2010
Editora: Associação Portuguesa de Farmacêuticos Hospitalares
Citação: CONGRESSO NACIONAL DA APFH, 7, Estoril, 24 a 27 de Novembro de 2010
Resumo: INTRODUÇÃO: A exposição a fluidos orgânicos pode ser considerada de risco por existir probabilidade de transmissão de alguns microorganismos, como por exemplo o Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), da Hepatite B e da Hepatite C [I]. Embora a probabilidade de transmissão do HIV seja muito reduzida (cerca de 0,3% no acidente por picada ou corte, 0,09% no acidente por salpico, 0,5% na relação sexual anal e 1% na relação vaginal [I,II]) existe uma janela temporal em que a profilaxia pode, e deve, ser efectuada. A terapêutica antiretroviral deve ser iniciada o mais precocemente possível, sendo o intervalo de 4h após a exposição o período óptimo [I],[II]. Esta medida tem cerca de 80% de eficácia na prevenção da seroconversão [I]. OBJECTIVOS: Este estudo tem como objectivo conhecer o tipo de acidentes mais frequentes por exposição a fluidos orgânicos no Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca EPE (HFF). MÉTODOS: Analisaram-se retrospectivamente, relativo ao ano de 2009, todos os autos de acidentes que originaram a dispensa de kits antiretrovirais pelo Serviço de Urgência (SU) do HFF. Existem dois tipos de kits profilácticos, um para exposições associadas a um baixo risco de transmissão (Zidovudina 300mg+Lamivudina 150mg; 1 comprimido de 12/12h por 28 dias) e outro, associado a um alto risco de transmissão (Zidovudina 300mg+Lamivudina 150mg [esquema anterior] + Lopinavir 200mg+Ritonavir 50mg; 2 comprimidos de 12/12h por 28 dias). Os dados foram compilados numa base de dados do programa Excel da Microsoft que permitiu a sua análise. RESULTADOS: Durante 2009, ocorreram 45 episódios de exposição a fluidos orgânicos com prescrição de antiretrovirais. Dos 45 episódios, 22 (49%) foram acidentes de trabalho no hospital e 23 exposições (51%) que ocorreram na área de influência do mesmo. Nos acidentes de trabalho no HFF dispensaram-se maioritariamente kits de alto risco, 18 (82%). Não foi possível identificar a classe profissional com maior registo de acidentes, por falta de informação nos autos de acidente, mas os mesmos envolveram principalmente o sexo feminino, 18 (82%), e abrangeram profissionais entre os 22 e os 61 anos. As exposições fora do hospital derivaram maioritariamente de violações, 18 casos (82%). Nestas situações só se dispensaram kits de alto risco. Os envolvidos tinham entre 15 e 44 anos e uma das violações envolveu uma pessoa do sexo masculino. CONCLUSÕES: Nem toda a população está ciente dos problemas que poderão advir de um acidente com exposição a fluidos orgânicos. De qualquer forma, cada vez mais a população procura ajuda personalizada e recorre ao Serviço de Urgência nesse sentido. A rápida actuação é essencial visto que se trata de um problema de segurança e de saúde pública. BIBLIOGRAFIA: [I] – Landovitz, R., Currier, J.; Postexposure Prophylaxis for HIV Infection; N Engl J Med; 2009; vol. 361; nº 18; pp 1768-1775 [II] – Post-exposure Prophylaxis for HIV Infection – Clinical protocol for the WHO European Region
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.10/478
Aparece nas colecções:FAR - Comunicações e Conferências

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Poster kits_HFF2010.pdf1 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.