Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.10/516
Título: Perturbação de dor
Autor: Capela, C
Loura, R
Palavras-chave: Dor
Depressão
Psicoterapia
Data: 2008
Editora: Serviço de Psiquiatria do Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca, E.P.E.
Citação: Psilogos.2007/2008; 4(2)/5(1): 30-45
Resumo: A Perturbação de Dor é uma perturbação psiquiátrica diagnosticada quando a dor se torna o foco predominante da apresentação clínica e causa sofrimento ou deterioração significativa. Para além do elevado impacto económico, existe uma relação recíproca com o estado afectivo. A dor é uma sensação subjectiva e a sua gravidade e qualidade como experiência num individuo é dependente de uma complexa mistura de factores. No tratamento da dor aguda, o objectivo primário é o alivio da dor, enquanto que a dor crónica geralmente requer uma associação de psicoterapia com mediação. Neste contexto, também é importante reconhecer e tratar a depressão. Os tratamentos psicológicos visam dotar o doente de mecanismos para controlar e “viver com a dor”, em vez de aspirar a eliminá-la completamente. Actualmente, um grupo crescente de investigadores propõe a eliminação do capítulo das Perturbações Somatoformes e modificação da categoria “factores psicológicos afectando uma condição médica” para “factores psicológicos afectando uma condição médica identificada ou receada” com entidades clínicas como subtítulos, largamente baseadas nos Critérios de Diagnóstico para a Investigação Psicossomática.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.10/516
ISSN: 2182-3146
Aparece nas colecções:Psilogos Vol.04 Nº2 e Vol. 05 Nº 1 (Dez 2007 e Jun/Dez 2008)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Capela 30-45.pdf307,32 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.