Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.10/900
Título: Gastroenterite a shigella na idade pediátrica
Autor: Ferreira, A
Brito, MJ
Sardinha, T
Machado, J
Ferreira, G
Machado, MC
Palavras-chave: Criança
Shigelose
Doenças gastrointestinais
Gastroenterite
Data: 2003
Editora: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Citação: Acta Pediatr Port. 2003; 34(5): 333-337
Resumo: A Shigelose é uma causa importante de morbilidade e mortalidade na idade pediátrica. Objectivos Caracterizar a clínica, epidemiologia e alterações laboratoriais da Shigelose numa população infantil da área Amadora-Sintra e identificar factores associados ao aparecimento de complicações. População e Métodos: Estudo retrospectivo de 1/7/1997 a 30/06/2011 Analisaram-se idade, sexo, raça, condições socio-económicas, contexto epidemiológico, quadro clínico e complicações, exames laboratoriais, terapêutica e medidas preventivas. Resultados: De um total de 40 crianças, 67% eram do sexo feminino, 64% de raça negra, 70% tinham entre 1-4 anos de idade e 67% más condições socioeconórnicas. Em 12 casos (30%) havia história de viagem/contacto com viajantes a países africanos. A clínica caracterizou-se por diarreia (l00%) com muco e/ou sangue (60%), alteração do estado geral (85%), desidratação (85%) e febre (83%). Verificaram-se complicações em 11 (28%) crianças: insuficiência renal (7), anemia grave (6), anemia e insuficiência renal por síndrome hemolítico-urémico (5), hipertensão arterial (3), enteropatia grave (6), alterações neurológicas (4), sépsis (2) e morte (1). Identificou-se a espécie em 21 casos ( 52%): 7 (17%) dysenteriae, 7(17%) flexneri, 6 (15%) sonnei e 1 (3%) boydi. As resistências antibióticas foram significativas para o trimetoprim-sulfametoxazol (65%), ampicllina (63%) e amoxicilina-ácido clavulânico (46%). A maioria das crianças (72%) efectuou apenas terapêutica sintomática. A antibioticoterapia foi realizada em 11 (28%) dos doentes e 6 (15%) necessitaram de cuidados intensivos. O contexto epidemiológico foi o único factor com significado estatístico associado às complicações Comentário: A elevada percentagem de complicações, o padrão epidemiológico de países em desenvolvimento e a modificação das resistências antibióticas, tomam necessário um maior investimento nas medidas preventivas.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.10/900
ISSN: 0301-147X
Aparece nas colecções:PED - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Gastroenterite Shigella na idade.pdf4,67 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.