Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.10/937
Título: Folie à deux: um caso de folie imposée numa díade mãe/filho
Outros títulos: Folie à deux: a clinical case of folie imposée in a mother/child
Autor: Nascimento, M
Ramos, J
Dindo, V
Ribeiro, R
Palavras-chave: Folie à deux
Perturbação psicótica partilhada
Perturbação bipolar
Síndrome de Asperger
Data: 2012
Editora: Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca, E.P.E.
Citação: Psilogos. 2012; 10(2): 24-36
Resumo: Introdução: Embora a paternidade do conceito de delírio partilhado não seja consensual, a designação de folie à deux foi introduzida em 1877 por dois investigadores franceses – Lasègue e Falret. Segundo o conceito original, um indivíduo (indutor), cognitivamente dominante, desenvolve uma ideia delirante que progressivamente impõe a um segundo elemento (induzido), com quem mantém uma relação próxima. Os quatro subtipos psicopatológicos conhecidos – folie imposée, folie simultanée, folie communiquée e folie induite foram sendo descritos ao longo do final do séc. XIX, mas a sua classificação e respetiva conceptualização foi atribuída ao investigador americano Gralnick (1942). Objetivos, material e métodos: Pretende‑se com a apresentação de um caso clínico e respetiva revisão não sistemática da literatura, salientar algumas particularidades da entidade, perturbação delirante partilhada, relativamente à sua clínica, aspetos epidemiológicos e psicopatogénicos e abordagem terapêutica.Resultados: Reportou‑se um caso de delírio partilhado do tipo folie imposée numa díade mãe/filho. O elemento indutor (filho), afeto de perturbação bipolar e síndrome de Asperger, partilha com a mãe, sua cuidadora e elemento induzido, um delírio de conteúdo persecutório. Conclusões: Realça‑se a importância do isolamento social e do contacto próximo entre os dois elementos na génese da doença; discute‑se a questão da dominância cognitiva entre indutor e induzido e as implicações da separação da díade mãe/filho enquanto principal ação terapêutica preconizada.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.10/937
ISSN: 2182-3146
Versão do Editor: http://www.psilogos.com/Revista/Vol10N2/Indice13_ficheiros/martanascimento_folie_p24_36.pdf
Aparece nas colecções:Psilogos Vol.10 Nº2 (Dez 2012)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
martanascimento_folie_p24_36.pdf301,44 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.